quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Olá!

Bom, tenho 21 anos e criei esse blog para conseguir mais informações sobre o vaginismo, há 2 anos tento ter relações sexuais mas não consigo, não entra de jeito nenhum, sinto muita dor, no começo pensei que era por ser virgem e que era normal ter dificuldades para conseguir penetração, mas o tempo foi passando e nada de conseguir, por mais que eu quisesse e tentasse relaxar não conseguia, depois de algum tempo me acomodei e desistir de tentar, meu namorado sempre foi muito compreensivo, mas de uns tempos para cá tem me cobrado que eu procure um médico para saber o que eu tenho, mas é tão dificil, tenho vergonha, eu sei que tenho que procurar ajuda, mas ainda não sei exatamente a onde procurar essa ajuda, não sei se aqui na minha cidade tem algum psicologo que tenha especialidade nessa area, eu quero me curar, mas ainda não sei o que vou fazer...

24 comentários:

  1. Olá!

    Seja bem-vinda à blogosfera!!!

    Buscar informações e falar sobre o assunto ajuda muito. Apesar de entender a questão da vergonha, tenha certeza:
    1) ninguém pode fazer o que só você tem que fazer
    2) sua vida e sua felicidade é mais importante que qualquer vergonha
    3) você não tem culpa de ter vaginismo
    4) a cura é possível!!

    Conte sempre comigo, tá?

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou casado há nove anos e minha esposa tem vaginismo. Li todos os blogs, artigos e sites a respeito, e como senti falta de qualquer coisa escrita do ponto de vista dos maridos, criei um blog que pode ser encontrado no google buscando por "maridovaginista". Demoramos muito para identificar o vaginismo, e uma das coisas que mais me motivaram a estudar o assunto foi o fato de ela se sentir culpada. Então, a minha principal mensagem neste blog é: não se culpem meninas. Coragem!
      Abraços,
      M.

      Excluir
  2. Olá , descobri que tenho vaginismo há 10anos, sofri muito com esta sindrome buscando a cura, sempre sem perder as esperanças, hoje estou para começar um curso e fazer uma terapia, assim que eu for fazendo vou passando as informações para vocês.
    Abraço
    Bian

    ResponderExcluir
  3. Se precisarem falar comigo um pouco mais sobre este problema que nos faz sofrer muito, porque só quem tem sabe o que passamos, podem me mandar e-mails que eu respondo.
    bian.ian100@gmail.com
    Vamos trocar informações tentar ajudar uma as outras.
    Durante esses 10 anos nunca encontrei ninguem com vaginismo, me sentia só , muito só , sempre me perguntava o que tem de errado comigo??? Mas esse ano de 2010 tudo esta diferente , Deus me deu uma luz , consegui encontrar muitas informações e profissionais que tratam vaginismo, estou com muitas esperanças, pois já tenho 32 anos e quero ter filhos, sou casada há 3 anos , estou com o meu marido há 10 anos.
    Já chorei muito por não conseguir se quer fazer um exame ginicologico, mas sei que a cura eta muito proxima de mim.
    Quero ajuda-las também...só de saber que vocês tem vaginismo como eu ...não me sinto só.
    Torço muito por vocês.
    Grande abraço
    Bian

    ResponderExcluir
  4. Eu to aqui chorando ao ler esses comentários e ver esse blog nao sei se me deixa pior ou mais confortavel.... Tenho 21 anos e desde os 18 tento transar sem exito. Acabei perdendo (nao digo bem perdendo, pq se nao tinham paciencia cmg nao me mereciam) pessoas q eram cias legais por nao conseguir transar... fora q qdo se é solteira se perde a vontade de tentar, pq só de pensar em ter q contar pra algum menino q vc nao consegue fazer é frustante... Eu sinceramente nao sei mais o que fazer... cada vez q penso nisso me da vontade de chorar (como estou fazendo) EU NAO AGUENTO MAIS.... eu preciso alguem que me entenda e me ajude... precisava realmente de um companheiro =/... que bom q a Bian tem um marido q parece compreensivo.. e vc tb butterfly... =/ mas só nós sabemos o q é passar vontade e frustraçao td ao mesmo tempo... ja me odiei, ja odiei quem estava cmg, ja ignorei esse problema olhee nao sei masi o q fazer... =/

    Beijo e boa sorte a nós!

    ResponderExcluir
  5. Oi Danielle, Butterfly e meninas...também estou nessa luta e tenham certeza que venceremos. Já vimos aqui muitas estórias de mulheres vencedoras e pq não fazer a nossa estória ser igual? Só não podemos desanimar, pq tem cura!!! Contem comigo, viu?
    Bjinhos.

    ResponderExcluir
  6. Meninas... Já temos certeza que a cura é possivel...
    Começar desse ponto é o ideal.
    E vamos cada vez mais trocar experiencias pelo blog. Já nao estamos sozinhas mais.
    Precisamos nos ajudar
    Bjs e contem comigo tb

    ResponderExcluir
  7. Cade voce Buterfly?
    De noticias.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá! Li seu blog e achei bastante interessante. Gostaria de informar que há tratamento de excelência no Hospital São Paulo para Vagínicas, e se puder postar no blog, fico grata, pois muitas são as mulheres que sofrem e infelizmente demoram muito para achar tratamento de qualidade, se é que encontram. Seguem informações:

    O Hospital Paulista de Medicina, através do Projeto Afrodite, oferece tratamento gratuito para mulheres com disfunções sexuais, ou seja, mulheres com dimunuição ou ausência de desejo sexual, com disfunção de excitação (embora tenham suficiente estímulo sexual não alcançam suficiente lubrificação vaginal), mulheres com anorgasmia ou disfunção orgásmica (não alcançam ou tem dificuldade de alcançar o orgasmo), mulheres com dispareunia (dor durante a relação sexual) e mulheres vagínicas (são pacientes em que ocorre uma contração do canal vaginal que impede a relação sexual). A pessoa interessada deve ligar para o Ambulatório de Sexualidade da Universidade Federal de São Paulo- Escola Paulista de Medicina. A mesma passará por duas aulas sobre sexualidade e em seguida fará a avaliação e tratamento com ginecologistas, psicólogas e fisioterapeutas, dependendo da disfunção apresentada.

    Comunidade no orkut: http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=98095130

    VAGINISMO TEM FIM, SIM!!! Dependendo do caso, a fisioterapia tem uma atuação muitíssimo importante e eficaz, e em outras situações, é realizado um trabalho psicológico associado.

    Ambulatório de Sexualidade
    Rua Embaú, 66, Vila Clementino.
    Fone: 5549-6174.
    O tratamento é GRATUITO!!

    Dra. Priscila Gouveia
    Fisioterapeuta do Projeto Afrodite
    Mais informações, direto comigo: benditasmulheres@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola estou tentando ligar no n° e nao estou conseguindo por favor me passe alguma informação por e-mail.

      Excluir
  9. Olá minha querida não tenha medo de pedir ajuda, não sinta vergonha por nada...atendo as pacientes com Vaginismo no Projeto Afrodite a pelo menos 5 anos e desde então só tenho acumulado resultados surpreendentes, estou terminando minha tese de mestrado em Vaginismo...e o resultado é fantástico!!! Se quiserem mando para vcs uma entrevista que dei ao portal IG nela consta depoimentos de duas ex pacientes que conseguiram ter sua satisfação sexual plena!!
    Digo sempre as minhas pacientes que a palavras desistir não faz parte do "Nosso" vocabulário, pois as vezes me sinto tão ou mais ansiosa do que elas. Acho que é normal, pois elas fazem parte da minha vida e eu da vida delas!!! Sorte e abraços a todas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola me passa o seu projeto por e-mail, tenho muito interesse, e aonde vc atende essas mulheres.Por favor me ajudem estou sozinha.

      Excluir
  10. oi Maria Angélica graças a Deus existem profissionais e pessoas maravilhoasas como vc...
    quem dera eu podesse me tratar c vc..sofro de vaginismo e ainda p piorar depois do meu parto q lógico foi sesáriana ganhei tmbm uma infecção de urina hoje,tentei fazer um ultrason endovaginal a pedido do genicologista e quem disse q deu certo?
    nao si mais a quem recorrer(lagrimas)
    pedri uma vizinha semana passada por infecção urinaria...estou c muito medo..
    se poder me dá uma dica de a q tipo de profissional procurar e agradecerei eternamente....
    beeijos!
    se quiser comunicar via e-mail...leilalimma10@hotmail.com
    obrigada!!!!

    ResponderExcluir
  11. Olá! Assim como vc, também estou a procura da cura e a fim de compartilhar informações, também criei um blog.
    Desejo força e coragem para que possamos vencer esse obstáculo!
    Abraços

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!

    Fiz um blog também hoje e gostaria muito de trocar informações com vocês!!!

    Meu nome é Ana e meu blog é: http://www.abuscadacura.blogspot.com/

    Meu e-mail: ana.srpq@gmail.com

    Conto com vocês!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Ola meninass,sou nova no pedaço...agora decidi buscar ajuda
    queria trocar emails, explicar mais
    quem puder me ajudar
    nao sei por onde começar
    maystany@hotmail.com
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá meninas,

    fiz um blog que fala tudo sobre o vaginismo.

    www.vaginismodtc.blogspot.com

    Muita força a todas vcs!

    ResponderExcluir
  15. Olá Butterfly,

    Como vc está? conseguiu a cura?

    bjss

    ResponderExcluir
  16. Puxa,escrever sobre isso parece bem mais difícil do que imaginei...vejo agora que, mesmo diante da alegria da superação , ainda é difícil pensar no passado e em todas as frustrações e desesperanças que o vaginismo causou a mim e a meu esposo.
    Certamente experiências como essas nos marcam muito e nos ensinam mais ainda, principalmente sobre nossa própria capacidade de superar problemas que parecem tão intransponíveis...
    Depois de anos de inexplicáveis frustrações, recebi finalmente o diagnóstico.Isso ocorreu em 2009, eu já estava casada há quatro anos e meio. Sofri muito, tive medo de ser rejeitada pelo meu esposo, mas como não havia outra opção, enxuguei as lágrimas e procurei pelo tratamento indicado pela minha médica: terapia sexual oferecida pelo laboratório de sexualidade de uma universidade na Grande São Paulo. Os resultados foram surpreendentes, mas perdi o acesso ao tratamento antes de conseguir penetração na relação sexual. Fiquei um pouco perdida, mas achei que conseguiria avançar sozinha, sem apoio...Engano meu!!Não consegui avançar sem tratamento. Admito que, intimamente, imaginava que talvez as coisas pudessem se resolver sozinhas...outro engano, dos grandes, pois leva à imobilidade diante do problema. Acredito que meu esposo tinha a mesma convicção, pois embora nosso relacionamento sempre tenha sido muito bom, quase nunca tocávamos nesse doloroso assunto, principalmente porque as relações sexuais sempre foram muito prazerosas, mesmo sem a penetração.
    Há cinco meses, descobri o Kit de superação do vaginismo pela internet e, cheia de esperanças, o adquiri. Demorei pouco mais de dois meses para iniciar o tratamento após ter feito a compra, estava passando por um momento profissional extremamente tenso e não consegui dar ao tratamento a devida prioridade.Notável é o fato de que , ao longo desses anos, quanto mais eu evoluía profissionalmente, menos atenção dava à minha vida pessoal e aos meus sonhos e anseios. Quando abri mão de um cargo mais alto e voltei a um cargo hierarquicamente mais baixo por livre e espontânea vontade, muitas coisas começaram a mudar em minha vida.Claro que as pessoas não entendem facilmente esse tipo de decisão, mas para mim e meu esposo fazia todo sentido...estávamos escolhendo nossa felicidade!!!
    Para encurtar a história, no dia 10\03\2013, conseguimos nossa primeira relação sexual completa!!Houve um certo desconforto, mas não dor propriamente dita!Desde então, temos conseguido penetração regularmente. Claro, é tudo muito novo...estou em processo de adaptação, sei que ainda faltam muitos avanços para tornar o sexo mais natural, livre e prazeroso. Estamos felizes, parece que, após oito anos de casamento, estamos em lua-de-mel, voltando a uma fase de descobertas. Mais uma vez, Deus nos restituiu tudo o que havia se perdido, pois em uma fase na qual muitos casais enfrentam uma situação de morosidade e desânimo sexual, nos sentimos como um casal que acabou de se conhecer. Estamos empenhados em amadurecer sexualmente e desenvolver, aos poucos, novas formas de satisfação mútua e intimidade.
    Bem , é esse meu relato!!Sinto- me grata e feliz por poder compartilhá- lo! Desejo sucesso a todas que passam por esse problema. Crer na superação é essencial para agir sempre e obter a cura!

    Feliz, realizada e esperançosa...o futuro que nos aguarde!!!!
    Comprei o kit nesse site:http://www.vaginismus.com/

    A cura é possível, sim!!!Sucesso a todos!!

    ResponderExcluir
  17. Alguém por favor me indique um bom médico ou clinica q trate disso aqui no rio de Janeiro!!! Estou casada há três anos e nada!!!

    ResponderExcluir
  18. Ola,
    Meu nome é Thalita, sou fisioterapeuta no Hospital das Clinicas de São Paulo, e estou começando um projeto de tratamento para mulheres com vaginismo. As interessadas podem entrar em contato pelo e-mail:
    thalita-fisio@hotmail.com

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  19. Olá a todas,
    sou casado e a minha esposa se curou do vaginismo. Tenho dois blogs a respeito: "vaginismodaaz" e "marido vaginista".
    Não desistam e não se isolem!
    Abraços...

    ResponderExcluir
  20. Olá para todos estou começando a busca pela cura agora e todos esses depoimento esta sendo muito importante para mim, sou de Uberlandia-Mg, mais para minha cura vou em qualquer lugar se alguem souber de u especialista aqui ou proximo por favr,

    ResponderExcluir
  21. Oi garotas
    Sou Sonja McDonell, 23, Swiss Airlines Stewardess Com 13 cidades no exterior, muito concurso com muitas fantasias também no meu trabalho maravilhoso. O vaginismo entre meninas é uma das muitas ações, nós fazemos. Depende dos países e das idades permitidas. Nunca encontrei uma menina / mulher nas minhas cidades, que não queria, o que eu amo.
    Sonjamcdonell@yahoo.com

    ResponderExcluir